ABRIL MARROM: O mês de alerta contra a cegueira.

Primeira quinzena de Abril: exercícios para se fazer em casa, dia do infectologista e mais!
7 de abril de 2020
Glaucoma, tonometria de aplanação e outros tratamentos.
15 de abril de 2020

ABRIL MARROM: O mês de alerta contra a cegueira.

Cada mês tem uma cor diferente que serve para nos alertar aos mais diversos perigos que rondam nossa saúde, e a cor do mês de abril é também a cor dos olhos de aproximadamente 65% da população mundial: o marrom!

Criada em 2016, a campanha tem como função nos alertar sobre a cegueira, que pode variar entre quadros de cegueira reversível ou irreversível, afetando ainda cerca de 6,5 milhões de brasileiros (sendo aproximadamente 6 milhões de pacientes com baixa-visão e 500 mil pacientes completamente cegos).

Dentre os casos com maior incidência de cegueira irreversível estão:

  • O Glaucoma, que atinge cerca mais de 150 mil casos por ano somente no Brasil;
  • A Degeneração Macular Relacionada a Idade, que é geralmente ligada à idade avançada do paciente;
  • A retinopatia diabética, que como o próprio nome já diz, é proveniente de um quadro de agravamento relacionado às diabetes.

Por outro lado, dentre os casos com maior possibilidade de reversão estão:

  • A Catarata, um problema bastante comum que também costuma estar ligado à idade do paciente;
  • O Ceratocone, uma doença com predisposição genética que afeta a córnea e principalmente os pacientes que coçam muito o olho
  • O Descolamento de Retina, que pode ocorrer nos pacientes com alta miopia, pacientes que sofreou trauma ocular, etc

E qual a melhor forma de se proteger? Fazendo um acompanhamento periódico!

Nós sempre frisamos a média recomendada de intervalo entre uma consulta e outra, mas nunca é demais repetir:

  • Até os 2 anos: consultas e exames semestrais;
  • Da infância até a vida adulta: consultas e exames anuais;
  • Na melhor idade: consultas e exames semestrais novamente.

É importante lembrar também que essa indicação é válida para pessoas com visão considerada normal, e pode ser adaptada a pacientes que venham a apresentar alguma alteração no seu estado de visão.

Gostou da dica?
O HOSC está sempre presente buscando te ajudar!
Valorize sua visão e agende uma consulta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *