Verde ou vermelho? Veja agora algumas curiosidades sobre o daltonismo!

Você sabe como funciona a evolução da visão de um bebê?
18 de novembro de 2019

Verde ou vermelho? Veja agora algumas curiosidades sobre o daltonismo!

Nós falamos anteriormente sobre a evolução da visão de um bebê, mas existe mais um fato curioso que atinge também os adultos: todos os bebês nascem daltônicos! 

Para quem não sabe, o daltonismo (ou discromatopsia) se trata sobre a visualização errônea e equivocada de algumas cores, trocando o vermelho pelo verde por exemplo. 

Existem diferentes graus e tipos de daltonismo, e o seu diagnóstico é simples e rápido, entretanto, como se trata de uma doença sem cura, o auxílio ao paciente é realizado com o auxílio de lentes de contato e óculos específicos para estes casos. 

Confira agora algumas curiosidades sobre essa variação no modo como o paciente enxerga o mundo: 

  • O daltonismo pode tanto ser genético quanto adquirido através de um trauma ocular, por decorrência de inflamações, como sequelas de um AVC ou outros; 
  • O que faz com que o paciente não veja as cores da maneira correta está no fundo da estrutura ocular, onde se interpreta de maneira errônea as cores captadas; 
  • Cerca de 8% da população mundial é vítima do daltonismo, mas apenas 1% dessa quantidade são mulheres; 
  • As pessoas daltônicas têm uma visão noturna muito melhor que pessoas que enxergam normalmente; 
  • E pessoas daltônicas podem dirigir? Sim! Mas é necessário que elas memorizem a posição das luzes nos semáforos, sabendo que quando a luz de cima está acesa significa que não se deve seguir, por exemplo. 

Mas afinal, o daltonismo causa algum grande mal e oferece riscos à saúde? Felizmente não, as pessoas com daltonismo podem levar a vida normalmente, sem grandes problemas no seu dia a dia. 

Viu só que interessante?

Agora que você sabe um pouco mais sobre essa deficiência ocular, compartilhe e viva uma vida mais colorida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *