7 motivos para visitar agora o oftalmologista

Estrabismo: sintomas, causas e tratamentos
22 de setembro de 2018
Primeiros Socorros Oftalmológicos: saiba o que fazer em caso de acidente ocular.
7 de outubro de 2018

7 motivos para visitar agora o oftalmologista

Você só visita o seu oftalmologista quando está com dor ou percebe que sua visão está estranha? Saiba que esse especialista não é só para os momentos de preocupação! A visita regular ao oftalmologista é tão importante quanto o seu check-up anual.

Quer entender o porque? Separamos 7 motivos para você visitar agora o seu oftalmologista, mesmo que esteja tudo certo com seus olhos. Confira!

 

1. Prevenção dos efeitos causados pelos agentes externos

Nossos olhos estão protegidos, isso não podemos negar. Sobrancelhas, pálpebras e cílios fazem um bom trabalho mantendo a maioria das sujeiras longe dos olhos. Mas, nem sempre isso é o suficiente.

Com o aumento da poluição, o ar está cada vez mais contaminado com substâncias e partículas que podem afetar o seu olho, seja causando uma alergia ou magoando-o no caso de alguma poeira. Além disso, estamos cada vez mais na frente de telas de computadores, celulares, tablets e televisões.

Esses novos hábitos e ambientes da vida moderna, às vezes, são demais para os protetores naturais de nossos olhos. Visitar regularmente o oftalmologista é agir na prevenção para que esses fatores externos não compliquem sua visão. 

2. Detectar doenças hereditárias

Como você já deve saber, algumas doenças são adquiridas do meio externo e outras estão presentes em nosso organismo desde que nascemos. É o caso das doenças hereditárias, aquelas que são passadas dos pais para os seus filhos.

A consulta oftalmológica é imprescindível para detectar essas doenças, pois algumas delas desenvolvem sintomas tardiamente, sendo diagnosticadas pelo próprio paciente tarde demais.

Se os seus pais possuem uma visão saudável, saiba que isso não é motivo para escapar do oftalmo! Algumas doenças hereditárias não se manifestam na geração anterior, mas na seguinte elas estão presentes. Geralmente essas patologias são de gene recessivo, ou seja, se o gene está sozinho, ele não se manifesta. Mas, caso a mãe e o pai passem seus genes recessivos para o filho, a doença irá se manifestar.

3. Verificar a presença de doenças silenciosas

Você já ouviu falar em Glaucoma? Esta doença é uma das principais causas de cegueira no mundo. E os sintomas? Na maioria dos casos, são imperceptíveis.

Esse é só um exemplo de doenças silenciosas que podem se desenvolver em seu olho. O médico oftalmologista, quando visitado regularmente, pode ajudar na prevenção e no diagnóstico precoce destas patologias, facilitando seu tratamento.

4. Analisar se você precisa alterar suas lentes

Apesar de “todo mundo” estar ciente que pessoas que fazem uso de lentes ou óculos precisam visitar regularmente o oftalmologista, raramente isto acontece.

O uso de óculos ou lentes de contato precisa de acompanhamento médico constante, pois o grau do paciente pode alterar constantemente. A menor modificação pode ser significativa para que o paciente tenha conforto no seu dia a dia e evite sintomas desagradáveis, como dores nos olhos, dores de cabeça e vista cansada.

Por isso, se você usa óculos de grau ou lentes de contato, faça uma visita regular ao seu oftalmologista para acompanhar a saúde da sua visão e evite desconfortos!

5. Histórico familiar de Diabetes ou Hipertensão

Diabetes e Hipertensão são condições clínicas que precisam de máxima atenção, inclusive no âmbito oftalmológico. Ambas podem afetar consideravelmente a visão.

As complicações da diabetes e da hipertensão podem levar o paciente à cegueira. Essas doenças causam quadros conhecidos por Retinopatia Diabética e Hipertensiva, que avançam silenciosamente e que precisam ser diagnosticadas o quanto antes para que o tratamento tenha resultados desejados.

Se você tem histórico familiar de diabetes e hipertensão, não deixe de visitar seu oftalmo todos os anos, mesmo que a sua visão esteja em perfeito estado.

6. Ter mais de 40 anos

Com o tempo a idade chega e o cansaço também. Mas não pense que somente é o seu joelho que vai sentir. Seus olhos sentem – e muito – a idade chegando.

A falta de lubrificação e o cansaço dos músculos podem fazer com que sua visão fique prejudicada após os 40 anos de idade. Outro fator importante é que, após essa faixa etária, o risco de doenças oculares aumentam, sendo comum os casos de catarata, glaucoma e presbiopia – a famosa vista cansada.

7.  Analisar maus hábitos que podem afetar sua saúde

Você acha que está cuidando bem da sua visão? Pois saiba que existem hábitos que fazemos diariamente e que prejudicam e muito nossos olhos.

O médico oftalmologista poderá te auxiliar na identificação desses hábitos, sugerindo melhorias para que você mantenha a sua visão o mais saudável possível.

Quer descobrir alguns desses hábitos? Acesse aqui![https://www.hosc.med.br/site2018/5-habitos-que-prejudicam-sua-visao/]

E aí, viu como é importante sua visita regular ao oftalmologista? Então entre em contato com a gente e agende agora mesmo sua consulta!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *