Cirurgia Anel de Ferrara – saiba tudo sobre!

07 Dicas para manter sua visão saudável
7 de março de 2019

Cirurgia Anel de Ferrara – saiba tudo sobre!

A córnea é responsável por 80% de nossa visão. Irregularidades em seu formato, mesmo que pequenas, levam a grandes perdas na capacidade de enxergamos. O Ceratocone é uma doença que causa essas irregularidades.

 

O Ceratocone é degenerativo e afeta a córnea, alterando sua configuração e trazendo problemas como visão embaçada, sensibilidade à luz exagerada, dores de cabeça, visão dupla e coceira no olho.

 

Caso você queira saber mais, o HOSC preparou um artigo com todas as informações sobre esta patologia. Clique aqui e saiba mais sobre o Ceratocone!

 

Antigamente, a única cura para o Ceratocone era o transplante de córnea. Mas, atualmente, existe uma outra solução mais eficaz, rápida e com taxas quase nulas de rejeição: a cirurgia de anel de Ferrara.

 

Desenvolvida por um oftalmologista brasileiro, o anel de Ferrara atua na normalização e na prevenção das deformidades da córnea. Entenda sobre o procedimento!

 

O que é Anel de Ferrara?

O anel de Ferrara é uma órtese, ou seja, um dispositivo médico que promove a recuperação. Órteses, em geral, tem por objetivo auxiliar os pacientes estabilizando, imobilizando ou até orientado o corpo a ter um formato fisiológico correto.

 

Este anel cumpre exatamente estas funções. O anel de Ferrara orienta a córnea para que ela volte ao seu formato adequado, regularizando sua superfície e, consequentemente, melhorando a visão do paciente.

 

Feito de plástico, fino, transparente e semicircular, o anel de Ferrara impede a progressão do Ceratocone, além de evitar, na grande maioria das vezes, o transplante de córnea.

 

Como é a recuperação da cirurgia de anel de Ferrara?

Por ser minimamente invasiva, o pós-operatório da cirurgia de anel de Ferrara é muito rápido.

 

No dia seguinte o paciente já pode voltar às suas atividades intelectuais normais, como leitura, estudos e trabalho. Atividades físicas só podem ser realizadas após 30 dias da cirurgia. O objetivo é a prevenção, para evitar que a área seja contaminada ou lesionada.

 

Durante três meses o paciente deve visitar regularmente o oftalmologista para acompanhar o desenvolvimento da cirurgia. O quadro é considerado estável após o fim deste período.

 

Depois disto, o paciente deve voltar ao oftalmologista a cada seis meses somente para verificar se tudo está tranquilo e fazer os exames oftalmológicos de rotina.

 

Há uma idade mínima para realizar a cirurgia de anel de Ferrara?

Ceratocone é uma doença que, normalmente, atinge pessoas jovens – crianças, adolescentes e jovens adultos. Assim que identificada, ela deve ser tratada para que sua evolução seja interrompida o mais rápido possível. Não há idade mínima ou máxima para realizar a cirurgia.

 

Contraindicações da cirurgia de anel de Ferrara.

Apesar de não possuir uma faixa etária limitante, a cirurgia de anel de Ferrara precisa ser realizada antes que o Ceratocone esteja muito desenvolvido.

 

Caso a doença já esteja em estágios bem avançados, com a córnea muito comprometida, a cirurgia de anel de Ferrara não consegue fazer as correções necessárias e o seu benefício é comprometido.

 

Por este motivo, o médico oftalmologista deve fazer uma avaliação de cada caso e recomendar o tratamento que trará mais vantagens para cada paciente, individualmente.

 

Preciso refazer o procedimento?

A colocação dos anéis de Ferrara é considerada, atualmente, como um método permanente no tratamento do Ceratocone. Entretanto, os anéis podem ser trocados ou retirados, caso o oftalmologista sinta a necessidade.

 

Quais os riscos da cirurgia de anel de Ferrara?

Por ser um procedimento de pouca invasão, esta cirurgia não apresenta grandes riscos ao paciente. Somente no pós-operatório que o cuidado deve ser redobrado, para evitar possíveis contaminações ou lesões do local.

 

Onde faço o procedimento?

Apesar de rápida e de recuperação tranquila, a cirurgia de anel de Ferrara é um procedimento complexo e que exige alto conhecimento e aptidão do médico oftalmologista para seu sucesso.

 

O Hospital de Olhos de Santa Catarina (HOSC) está no mercado há mais de 20 anos, com profissionais altamente qualificados e com experiência. Entre em contato, tire suas dúvidas sobre o procedimento e agende sua cirurgia com quem entende e zela pela sua saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *