Astigmatismo: sintomas, diagnóstico e tratamento

7 sintomas de problemas oculares
25 de julho de 2018
10 mitos sobre a saúde dos olhos
13 de agosto de 2018

Astigmatismo: sintomas, diagnóstico e tratamento

O Astigmatismo é um dos problemas oculares mais comuns e atinge cerca de 60% dos brasileiros – número superior à média mundial. Mesmo sendo muito comum, 22% dos pacientes não sabem que possuem astigmatismo e 12% acreditam que não há um tratamento para o problema.

Atualmente, além da correção por lentes de contato ou óculos, existem cirurgias seguras e eficazes no tratamento do astigmatismo. Informe-se mais sobre esse problema ocular tão comum:

O que é o astigmatismo?

O Astigmatismo é caracterizado por uma má formação na córnea, geralmente aparece desde o nascimento. Desta forma, os pacientes com Astigmatismo se queixam de um efeito de distorção da imagem, tanto para longe quanto para perto.

As causas ainda são desconhecidas, mas acredita-se que o fator genético tenha bastante influência. Traumas oculares que danifiquem a córnea também podem causar Astigmatismo.

 

Quais são os sintomas do astigmatismo?

O principal sintoma do Astigmatismo é a visão borrada ou dupla, mas existem outros sinais que são importantes, como a dificuldade na leitura de letras pequenas ou na leitura em si, necessidade de apertar os olhos para conseguir enxergar longe e perto, sensibilidade excessiva à luz e piora na visão durante a noite.

 

Como é feito o diagnóstico do astigmatismo?

Em uma consulta oftalmológica, o médico poderá diagnosticar o astigmatismo através dos seguintes exames:

Exame de visão: no qual o paciente deve ler um quadro ou uma projeção com letras e números.

Exame de refração: um aparelho com várias lentes é colocado em frente ao paciente para que o médico consiga avaliar qual o grau que irá corrigir a visão.

Ceratometria: aparelho que mede a curvatura da córnea central, que fica diferente quando o paciente tem astigmatismo.

 

Quais são os tratamentos para o astigmatismo?

O Astigmatismo pode ser facilmente tratado com a utilização de óculos de grau ou lentes de contato. Caso seja possível e o paciente preferir, também pode fazer uma cirurgia refrativa, a qual elimina a necessidade da utilização de óculos para a correção da visão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *