ABRIL MARROM – Fique se olho na sua saúde!

5 dicas e cuidados com suas lentes de contato
15 de abril de 2019

ABRIL MARROM – Fique se olho na sua saúde!

Abril Marrom - Hosc Med

Abril Marrom - Hosc Med

Nós já estamos no quarto mês do ano, e quantas vezes você foi ao oftalmologista em 2019? 

Abril é o mês de atenção à saúde ocular, que tem a intenção de alertar a população sobre as diferentes doenças que causam a cegueira, uma campanha que nasceu no ano de 2016 e é chamada Abril Marrom. 

Mas por que o marrom? A cor foi designada por ser a coloração da íris da maioria dos brasileiros, que é a parte do olho que em conjunto com a pupila controla a entrada de luz até o fundo da estrutura, onde se formam as imagens. 

Dentre todos os fatores que podem levar o paciente a um quadro de cegueira, nós listamos algumas das doenças mais comuns, e elas são: 

  • glaucoma, uma doença silenciosa que atinge cerca de 1 milhão de pessoas no Brasil e que pode ser uma das causas de cegueira do tipo irreversível. 
  • retinopatia diabética avançada é causada, como o próprio nome já diz, pela diabetes, uma doença que segundo o site oficial do governo brasileiro cresceu cerca de 61,8% até o ano de 2017 e atinge cerca de 8,9% da população do país. 
  • descolamento de retina ocorre quando a retina, um fino tecido que se encontra no interior da estrutura ocular, se solta da esclera, a parte branca do olho, o que pode ser causado por problemas como um traumatismo ou até pela ação da idade. 
  • degeneração macular referente à idade (DMRI), que como o próprio nome já diz, se refere ao desgaste que ocorre naturalmente na visão do paciente conforme o passar dos anos. 
  • catarata, uma outra velha conhecida de boa parte da população no país e que, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia apresenta aproximadamente 120.000 novos casos por ano, é simplesmente a principal causa da cegueira, mas pode ter seu quadro revertido através de cirurgia. 

Além das doenças oculares, há ainda casos provocados por hipertensão arterial ou até mesmo por doenças autoimunes, que afetam não só os olhos, mas também as outras partes do corpo. 

Até aqui, nós mostramos apenas algumas das principais doenças que podem ocasionar a cegueira, mas ainda há muitas outras, e é exatamente para isso que a campanha Abril Marrom serve, para te mostrar o quão é importante realizar exames regularmente, e você não precisa esperar os sintomas aparecerem para começar a se cuidar!  

Mas afinal, que sintomas são esses? 

Os mais variados sintomas podem atingir a sua visão, e alguns deles servem até mesmo para te alertar sobre problemas que, às vezes, nem mesmo se tratam dos olhos, como vermelhidão na parte branca do globo ocular, coceira ou mesmo lacrimação. 

Identificou e apresenta algum deles? 

Aqui no HOSC (Hospital de Olhos de Santa Catarina) nós realizamos mais de 20 especialidades de exames, cuidando de você desde a descoberta do problema até a cirurgia e pós-operatório, e claro, prevenindo falhas e realizando um acompanhamento periódico você evita que o problema chegue a um estágio tão avançado, facilitando o tratamento. 

Dentre todos os exames que equipamentos tecnológicos e avançados nos permitem realizar, estão alguns como a retinografia, a ultrassonografia ocular ou o mapeamento de retina, mas é um de nossos profissionais responsáveis e qualificados que vai entender, através de uma consulta e avaliação clínica, qual o tipo mais indicado para cada caso, e como a cegueira pode ter diferentes causas, é também através de um profissional que você vai encontrar e receber o tratamento adequado para não perder a visão. 

 

E você sabe quando deve procurar um oftalmologista?
Sempre que possível! 

 

O ideal é realizar exames e acompanhamento desde sempre, começando pelo teste do olhinho, que é realizando ainda dentro da maternidade assim que o bebê nasce, capaz de identificar diversos problemas que poderiam se agravar no futuro como a catarata congênita. 

Ainda para os pequenos, também é importante realizar consultas de rotina semestralmente até os 2 anos, e após essa idade a periodicidade recomendada é de pelo menos uma vez por ano até a vida adulta, dependendo de cada caso. Porém, como já mencionamos anteriormente, é normal que sua saúde ocular fique debilitada conforme o passar dos anos, e as consultas semestrais voltam a se tornar essenciais para os idosos. 

 

A cegueira tem cura? 

Quando se trata de doenças já citadas aqui como a catarata ou o descolamento de retina, por exemplo, os casos de cegueira podem sim ser reversíveis, entretanto outras doenças como glaucoma avançado, a retinopatia diabética avançada ou mesmo a DMRI podem apresentar quadros de cegueira irreversível. Por isso é importante, na presença de qualquer sintoma, procurar o mais breve possível o apoio de um profissional. 

O Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) estima através de dados econômicos e sociais fornecidos pela ONU (Organização das Nações Unidas) e OMS (Organização Mundial da Saúde) que, apenas no ano de 2015 (ano de realização do estudo), haviam no Brasil cerca de 1.235,400 pessoas que sofriam com a perda total da visão.  

Fatores de risco 

Como você deve saber, algumas pessoas têm maior probabilidade para desenvolver a cegueira, seja por diversos fatores como nascimento prematuro, ser portador de doenças autoimunes, pessoas que trabalham em contato com produtos químicos, portadores de diabetes entre muitas outras, e por isso precisamos reforçar que cuidado nunca é demais, então entre em contato e faça visitas regulares a um oftalmologista. 

Quem pode me atender? 

Quando vítima dos sintomas que podem fazer parte de um quadro de cegueira, você deve buscar a ajuda de um oftalmologista ou clínico geral, dependendo de quais são os sintomas presentes no seu caso. No nosso site na aba equipe (www.hosc.med.br/), você encontra cada profissional que integra o nosso corpo médico, além de informações como formação e eventos, congressos e realizações na carreira. 

Não se esqueça, algumas causas têm sintomas silenciosos e se você é do tipo de pessoa que costuma adiar, isso pode agravar um problema que antes seria mais fácil. Além disso, a cegueira possui diferentes estágios, variando entre a perda total ou parcial de visão, que é quando o paciente enxerga de maneira gradativamente turva. 

Identificou algum dos sintomas que nós apresentamos ou sofre de alguma das doenças relacionadas à cegueira? Visite o site www.hosc.med.br e entre em contato com nosso centro de atendimento, afinal o cuidado com a saúde deve se estender durante todas as épocas do ano! 

Os comentários estão encerrados.