Miopia, astigmatismo ou hipermetropia? Saiba a diferença!
25 de julho de 2018
Astigmatismo: sintomas, diagnóstico e tratamento
6 de agosto de 2018

7 sintomas de problemas oculares

Visão embaçada? Olhos avermelhados? Dores oculares? Esses são alguns dos sintomas de doenças que afetam a nossa visão. O objetivo deste artigo não é trazer um diagnóstico, mas sim demonstrar sinais que demonstram a necessidade de uma visita ao seu oftalmologista, pois somente ele poderá detectar a causa e prescrever o tratamento ideal para a sua situação. Então confira os 7 sintomas de problemas oculares!

 

  1. Olhos constantemente avermelhados

Quando você percebe que alguém está com os olhos avermelhados ou lacrimejando, você provavelmente supõe que essa pessoa está cansada ou com muito sono. Não está errado, pois esses são sinais que o corpo nos manda para avisar que está na hora de descansar.

Mas, caso essa vermelhidão e lacrimejamento sejam constantes, está na hora de visitar um oftalmologista. A constante manifestação desses sintomas pode significar que a pessoa esteja com ceratite, uma inflamação na córnea que precisa ser resolvida imediatamente.

 

  1. Dificuldade para se adaptar a diferentes tipos de luz

É normal que você demore um pouco para conseguir ver alguma coisa ao apagar as luzes para dormir, por exemplo. Os olhos precisam de alguns instantes para se adaptarem a essa mudança brusca de intensidade luminosa.

Essa dificuldade é normal, mas quando os olhos demoram demasiadamente na adaptação à intensidade da luz, uma visita ao oftalmologista precisa ser feita. Essa dificuldade extrema é um sintoma comum de diversos problemas nos olhos, como DMRI, edema macular diabético ou alguma lesão na córnea.

Curiosidade: Você sabia que os piratas usavam os tapa-olhos para auxiliar a enxergar melhor nas cavernas? Como um dos olhos estava sempre tampado, ou seja, no escuro, ao chegar em lugares com menos luz, como cavernas, o pirata não demorava para conseguir enxergar normalmente, pois o seu olho já estava adaptado a pouca intensidade de luz.

 

  1. Manchas na visão

Existem vários tipos de manchas. Ela pode ser estática e cobrir uma parte da visão ou ficar flutuando, como pequenos insetos à sua frente. Essas manchas podem estar relacionadas a doenças como DMRI, hemorragia vítrea e até descolamento de retina.

Somente um médico oftalmologista, após entrevista e exames adequados, poderá dizer se a situação é grave ou não. É importante que um médico seja consultado assim que possível, pois o descolamento da retina, por exemplo, pode levar à cegueira.

 

  1. Visão dupla

Quando você olha para Lua, quantas você vê? Brincadeiras a parte, a visão dupla é um sintoma que muitas pessoas encaram como natural, principalmente se acontece somente quando o objeto está distante, como a Lua.

O paciente acredita que, por estar a uma grande distância, é normal que os olhos não consigam focar totalmente. Mas, isso não é verdade. Enxergar objetos com duplicidade, mesmo que parcial, é um forte indicativo que você precisa consultar o seu oftalmologista para ver o que está acontecendo.

 

  1. Dor nos olhos

A gente sabe que dores de cabeça, por exemplo, são comuns e que não necessariamente implicam em algo mais sério do que um estresse momentâneo ou um cansaço extremo. Mas, com os olhos é diferente.

O olho é um órgão que não deve doer, de forma alguma. Claro que a dor pode ser um indicativo que algum objeto estranho está incomodando ou que alguma lesão aconteceu, mas também pode ser o sintoma de doenças mais sérias, como o glaucoma que, se não tratado, pode levar à cegueira.

 

  1. Fechar os olhos para enxergar os objetos focados

Quantas vezes você precisou franzir a testa, fechar um pouco os seus olhos, para conseguir enxergar algum objeto? Pois saiba que este também é um forte indicativo que você precisa se consultar com um oftalmologista.

Seja de perto ou de longe, o olho deve ser capaz de enxergar naturalmente, sem se forçar para conseguir focar em nada. O foco deve ser algo natural. Caso não seja, talvez você precise usar óculos e corrigir o grau de sua visão.

 

  1. Aproximar e afastar objetos até achar o ponto de foco ideal

Com certeza você já viu pessoas mais idosas fazendo isso: pegar um objeto na mão, um celular talvez, e o aproximar e distanciar várias vezes até encontrar um ponto em que consiga enxergar corretamente.

Esse é um clássico sintoma de que a pessoa precisa usar óculos. Como dito anteriormente, os olhos precisam focalizar objetos de curta ou longa distância de forma natural. Caso você precise realizar esse “exercício” toda vez que pega o celular, consulte seu oftalmologista!

Os comentários estão encerrados.